terça-feira, maio 06, 2008

Altas ondas...

A Vila quebrou de gala nas últimas semanas. Galera local fazendo a cabeça. Foto: Cida Barcelos.

Depois de duas semanas de altas ondas, com direito a terremotos (que já rolam no Brasil há tempos, mas ninguém divulgava) e ciclone que rolou no último fim-de-semana aqui no sul do estado causando uma série de prejuízos em várias cidades, a galera que caminha sobre as ondas está até curtida de tanta água salgada.

Beda Batista aumentando a sua cota pessoal de felicidade. Foto: Cida Barcelos.

Realmente Netuno foi generoso nesses últimos quinze dias. Rolaram ondas por todo o litoral Catarinense e Brasileiro. Em Santa Catarina o que não faltou foi relato de ondas rolando de Norte a Sul. Da prainha à Vila, altas ondas foram surfadas, fotografadas e filmadas. Tem neguinho achando que o Hawaii é aqui. E se não é, tivemos uma pequena amostra de como é o dia-a-dia quando rolam as ondas de verdade. Quando o outside fica menos crowd e as gunzeiras saem da capa. Quando a galera das antigas cai na água e mostra o porquê da fama dos locais da Praia da Vila ir tão longe. Quando o simples fato de dropar uma onda da série sem se preocupar com tempo, sirenes ou notas é suficiente para te deixar com um sorriso de orelha a orelha estampado por alguns dias.
Katz Sullyvan botando pra baixo na Vilinha. Foto: Cida Barcelos.

Quando o mar sobe é que o bicho pega de verdade, e nesses dias, alguns entram na água e outros apenas observam. Respeitar o seu limite individual é saudável e pode poupar algumas dores de cabeça. Mas dropar a rainha do dia, completar o drop, fazer a linha da onda até o final e sair caminhando com a certeza da missão cumprida, realmente, NÃO TEM PREÇO.

Aloha,

Beda Batista
2B Surf

4 comentários:

Surf4ever disse...

Falasse tudo, Beda! Não tem preço! Com esse texto lembrei de uma edição de um antigo jornal do surf em Santa Catarina (que não consigo lembrar o nome agora) que estampava a foto de uma craca sinistra com a seguinte frase: "Quando o mar sobe, o surf deixa de ser brincadeira."
Abraço,
Gustavo

Katz Sullyvan disse...

beda, seu blog ta o bixo, matérias bem interessante e do nosso cotidiano.....
um abraço
katz

Beda Batista disse...

Fala Gustavo, blz?
Pois é, e o mar não tem diminuído por aqui.

Ontem rolaram altas ondas de novo na Vila, no Porto, na ribanceira e por aí vai.
Quando o mar sobe por aqui, é só gunzeira na água.

abração,

Beda.

Beda Batista disse...

Fala Sullyvan, melhorou da gripe?
Te agradeço pelo comentário e pela divulgação do blog no programa "Na Remada". Canal de comunicação muito importante para nós aqui do sul.

aloha,

Beda.