quarta-feira, março 05, 2008

Briga de Cachorro Grande

Kelly Slater parece motivado para mais um ano no tour. Foto: ASP Kirstin / Covered Images.


Não é que o careca voltou ao topo do pódio?

O floridiano Robert Kelly Slater voltou ao topo do ranking, ao vencer o atual campeão mundial Mick Fanning, na primeira etapa do circuito mundial da ASP, o Quiksilver Pro, na Gold Coast Australiana. Enquanto Kelly e Mick passeiam pelos eventos a brasileirada vai apenas ganhando kilometragem. Quem sabe um dia, né? Voltando ao campeão.
Será que o fenômeno surfístico que já alcançou a incrível marca de oito títulos mundiais vai dar mais emoção ao tour desse ano e lutar pelo nono título?
Sinceramente espero que sim, como o meu amigo Máurio Borges afirmou no Alohapaziada, o cara parece fazer com que o ato de surfar pareça fácil, o que na verdade não é.

Que os antigos reis havaianos inspirem o careca e que ele bote fogo no tour...

Beda Batista
2b Surf

3 comentários:

Eduardo disse...

Ai Beda. Não é só o Queris Leite que voltou ao topo. Quem tá voltando a forma e arrebentando nos campeonatos de novo, sendo que foi o algoz do octacampeão mundial na primeira bateria que participou do WCT 2007 em Imbituba, Campeão Imbitubense PRO/AM de Surf 2007, grande figura, e que ficou em quinto lugar na primeira etapa do catarinense na praia mole neste início de semana, é Fábio "Prego" Carvalho.
Prá quem achava - ou "torcia" - que ele ia se aposentar e não tinha mais surf prá chegar junto, ele prova ao contrário. Por pouco não foi prá final. O azar dele é que o Neco não tava disputando este campeonato, pois o mesmo é um eterno "fregues" do Fabinho. E que como a gente sabe, surfe é surfe. Quando o cara gosta do que faz e é um exímio competidor, além de uma pessoa humilde querida por todos - tirando os invejosos claro -, a logenvidade passa a ser uma aliada. Os vários cabelos brancos dele hoje, muitas vezes - e ainda muitas vezes mesmo - tornan-se cabelos perdidos de quem o enfrenta em qualquer bateria. Por isso, ele foi pro WCT ano passado e por isso que eu to torcendo - e sei que muita gente também -, prá ele ser mais uma vez campeão estadual Pro e abocanhar de novo a vaga que eles não deram prá nós da Zimba, por tantos anos, e que em qualquer etapa do mundial WCT, tem no mínimo 1 vaga pros locais. Tu sabe e eu sei, que o que eu to escrevendo aqui não é babação, e sim porque a gente gosta mesmo é de torçer por quem é da Terrinha. Aqui tá o maior celeiro do estado - de ondas e de atletas -, e o que faltava mesmo era alguem decente e com visão assumisse a ASI. Por isso somos os melhores hoje no amador estadual e muita gente ainda vai se revelar pro futuro. A última grande aquisição da Zimba há alguns anos atrás havia sido o Caribeam que havia se machucado e deixado uma lacuna no surf catarinense e imbitubense. É isso ai camarada. falei demais por hoje. Mas eu precisava desabafar. Abraço e good vibes. Eduardo Rosa

Beda Batista disse...

É isso aí Eduardo!!! O Fabinho tá voltando a competir forte e tem muito surf no pé...Não há dúvidas de que ele pode levar o terceiro título estadual...Surf pra isso ele têm de sobra...
A propósito, no WCT o Fabinho não foi algoz do KS. Ele ficou em terceiro na disputa em que correram ele, o Kelly Slater e o virtual vice-campeão da etapa, o aussie Kai Otton.
Mas, a vibração da galera na praia lotada, no momento da entrada do Fabinho, foi algo de arrepiar e certamente não será jamais esquecido por quem estava na praia. Foi algo histórico dentro do circuito mundial.

Aloha,

Beda Batista.

Surf4ever disse...

Dae Beda, dá um confere nesse video que me indicaram:

http://www.youtube.com/watch?v=LWbyKXWtopI

Achei irado, produção local daí.
Falou, abração,
Gustavo