quarta-feira, janeiro 09, 2008

Rostos nas paisagens...

Lembro de quando era garoto e deitava na grama em frente à casa de meus pais e passava horas olhando as figuras que as nuvens em movimento criavam. Detestava quando o 'Nordestão" ou "Boca Seca", como também é conhecido o vento Nordeste aqui na Zimba, apertava e as nuvens corriam rápidas demais desfazendo rapidamente as figuras e causavam uma náusea danada. Há muito tempo estou com essas fotos arquivadas esperando o momento de publicá-las com um texto interessante.
Sempre fui fissurado em fotos. Minha primeira máquina fotográfica foi uma Zenith, com a qual tirei uma série de fotos bacanas e um monte de fotos que não valeram o filme. Pessoalmente, acho que as fotos vão muito além de eternizar um registro temporal, pois quando vejo uma foto consigo lembrar não só do momento, mas de toda a atmosfera em que a mesma foi concebida. E esse para mim é o maior valor de uma foto, poder transportar o indivíduo para o momento e local em que foi clicada.
Essas fotos que estou postando foram feitas por pessoas distintas, em épocas e lugares distintos, mas que de alguma maneira tem um ligação mística, não apenas com o ambiente natural, mas com o surf em particular.
Espero que vocês curtam e se tiverem alguma foto interessante, podem enviar que publicarei em ocasião posterior.

Faço os comentários em cada foto abaixo, de acordo com o recebimento e arquivamento que fiz na ocasião.

Essa foto é clássica e certamente muitos de vocês já a viram, mas não desse ângulo. Essa foto foi tirada nas montanhas de Machu-Picchu no Peru. Os Incas eram mestres em cortar e unir grandes blocos de pedra e contruíram a cidade-fortaleza de Machu Picchu que foi descoberta em 1911, no topo de uma montanha de 2.400 metros de altura, numa região inacessível da cordilheira dos Andes. Essa foto foi girada em 90º graus e o rosto de um homem aparece nitidamente. Seria um nativo Inca protegendo àquele santuário? Foto: Recebida via e-mail enviado por um amigo em 2004.

Esta foto tem uma história interessante. Eu estava em Balneário Camboriú passando o reveillon de 2004/2005 e navegando pelo site do surfista/viajante/ambientalista/nômade/aventureiro, apenas para citar alguns substantivos cabíveis, Tito Rosemberg, que relata e registra visualmente suas viagens ao redor do globo, quando encontrei algumas fotos interessantes de uma de suas andanças pelo Marrocos. Essa foto me chamou muita atenção e logo que a ví percebi que havia no final do paredão de pedras, do lado esquerdo, a figura perfeita de um velho. Enviei na mesma hora um e-mail ao Tito, que me respondeu dizendo que nunca tinha percebido, mas que depois da mensagem conseguiu visualizar "o velho" instantaneamente. Foto: http://www.titorosemberg.com.br/

Essa foto foi a primeira que recebi. Foi um grande amigo que mora em Portugal quem me enviou. A imagem de Netuno, Guardião dos Mares, na Horta, no litoral Lusitano é fantástica. O interessante, segundo o texto que acompanha a foto, é que o rosto foi visualizado por um surdo-mudo. Foto: Peter. Recebida via e-mail em 2002.

Beda Batista

3 comentários:

CresceNet disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my site, it is about the CresceNet, I hope you enjoy. The address is http://www.provedorcrescenet.com . A hug.

Surf4ever disse...

Dae Beda!
Também acho show essas imagens que podem ser observadas em fotos, é uma coisa mística, com muita energia.
Tem alguns posts sobre isso lá no Surf4ever também. Caso quiseres dar uma olhada:
- "Netuno na Horta"
- "Cloud Waves"
- "Paz"
Um ótimo 2008 pra ti, abração,
Gustavo

Tora disse...

brincadeira preferida nas longas viagens de Aero Willys Azul e branco.
Assim como as milhares e figuras escondidas na superfície de um mármore. E sem tomar nada em...ah,ah,ah.